Arquivo | fevereiro, 2012

Just a city boy .. took the midnight train going anywhere

5 fev

“a surpresa daquilo que você deixou de ser ou deixou de possuir, revela-se nos lugares estranhos, não nos conhecidos.”

Italo Calvino.

Nos comentários do último post uma querida amiga,que foi por muito tempo companheira de devaneios e, por já ter sido minha roomate me conhece muito bem, me mandou uma poesia do Alvaro de Campos, uma das paixões que dividimos. E analisando-o junto com a frase acima, fico com ainda mais borboletas ao pensar na minha nova empreitada.

Há uma semana eu fui, mas este final de semana voltei. Pro colo, pra casa, pro conhecido. Depois de uma festinha de despedida tive muito pra pensar durante a viagem que fiz e confesso, não foi fácil pensar que estava deixando-os para trás – mesmo sabendo que minha experiência em SP é, inicialmente, temporária. Não couberam em minha mala meus apegos, meus amigos, meus carinhos, mas certamente todas as lembranças. e junto com as lembranças, todas as inseguranças e o medo de não voltar, de não mais ter, de talvez esquecer.

Mas de fato, em lugares desconhecidos terei surpresas acerca do ‘eu’ que vou me tornar, de preferência de coisas ruins que eu tenha deixado de ser, com preconceitos que eu tenha deixado de possuir. Ora, a mudança é sempre positiva, acho, na medida em que podemos lapidar nossa existência e, portanto, só me resta concordar:

 Partir!  
 Nunca voltarei,  
 Nunca voltarei porque nunca se volta.    
 O lugar a que se volta é sempre outro,   
 A gare a que se volta é outra.  
 Já não está a mesma gente, nem a mesma luz, nem a mesma filosofia. 

 Partir!  Meu Deus, partir!  Tenho medo de partir!

Álvaro de Campos.

London Subway